São Gonçalo do Sapucaí, quarta-feira, 09 de agosto, por Igor Gouvêa – O Desenrola Brasil vem trazendo ótimos resultados nas últimas semanas. A Caixa Econômica Federal, por exemplo, já renegociou mais de R$ 660 milhões em dívidas, apenas em duas semanas. Dessa forma, é possível perceber que o Desenrola Brasil gerou bons frutos, já que em tão pouco tempo desde que as renegociações começaram, o programa já registra índices tão altos de acordos efetivos.

Nesse sentido, com o Desenrola Brasil a Caixa já regularizou mais de 41 mil contratos de cerca de 30 mil clientes inadimplentes. Além disso, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) divulgou dados a respeito do programa e afirmou que, no somatório geral de todas as instituições financeiras participantes do programa, desde que as renegociações começaram, já foram renegociados R$ 2,5 bilhões em dívidas.

As visitas aos sites para renegociar as dívidas tem sido muito eficientes. A Caixa Econômica Federal liberou uma informação dizendo que mais de 6 milhões de clientes visitaram o site bancário voltado para renegociação de dívidas. Além do Desenrola Brasil, a Caixa também possui um programa próprio para que os clientes possam renegociar seus débitos.

Leia Também:  Dia das Mães: confira 5 dicas de presentes de até R$ 100

Como posso participar do programa Desenrola Brasil?

Existem duas faixas do Desenrola Brasil, a Faixa 1 e a Faixa 2. A Faixa 1 renegocia dívidas inadimplidas entre 1º de janeiro de 2019 e 31 de dezembro de 2022. Além disso, na Faixa 1 participam os brasileiros cuja renda mensal seja de até dois salários mínimos (R$ 2.640). É válido para dívidas bancárias, contas de luz, água, telefone e varejo, e não podem ultrapassar R$ 5 mil.

Já a Faixa 2 abrange quem ganha entre dois salários e R$ 20 mil por mês. As dívidas também precisam estar em aberto entre 1º de janeiro de 2019 e 31 de dezembro de 2022 e devem ser do mesmo tipo de dívida de quem está na Faixa 1 e o limite máximo do valor da dívida também é de R$ 5 mil.

Para participar do Desenrola Brasil é preciso que os pertencentes à Faixa 1 tenham suas dívidas contempladas em um leilão do programa. Após, o cliente deverá acessar o site do governo e utilizar seu CPF para acessar o site ou criar uma conta. Já quem pertence à Faixa 2 pode renegociar suas dívidas diretamente com a instituição financeira credora por meio de seus canais de comunicação.

Leia Também:  Cartão de Crédito Nubank: veja os benefícios e como conseguir limite alto
Compartilhar.
Avatar de Igor Gomes

Redator Publicitário, roteirista e eterno estudioso da língua portuguesa.