Principais Notícias de Concursos, Empregos e Finanças

Confira as 4 etapas para abrir um MEI

Veja o passo a passo para se tornar MEI

São Gonçalo do Sapucaí, quarta-feira, 09 de agosto, por Igor Gouvêa – O MEI (Microempreendedor Individual) está cada vez mais sendo usado pelos brasileiros que resolveram empreender. O MEI é uma pessoa jurídica autônoma atuante no Simples Nacional, isto é, ele precisa pagar somente um valor mensal fixo que incide sobre seu trabalho.

Além disso, para se tornar MEI é preciso cumprir alguns requisitos, como:

Não ser sócio em nenhuma outra empresa;
Ter, no máximo, um funcionário;
Atuar em nicho cujo CNAE seja permitido na condição de MEI;
Ter faturamento anual de no máximo R$ 81 mil (R$ 6.750 por mês);
Não estar em atividade como Servidor Público Federal.

Desse modo, uma vez que você se encaixe em todos os requisitos necessários para ser MEI, será preciso agora seguir um passo a passo para abrir sua empresa. Veja a seguir as 4 etapas para abrir um MEI:

Primeira etapa: Criar a conta e completar o cadastro

Inicialmente, para ser MEI é preciso entrar no site do governo, Gov.br, e acessar o Portal do Empreendedor. Em seguida, clique em “Formalize-se”. Feito isso, você deverá informar seus dados da conta no site Gov.br e autorizar o acesso aos seus dados.

Após, você deverá preencher seu cadastro para criar seu CNPJ. Insira o número do seu título de eleitor, do seu celular ou do recibo da sua declaração do imposto de renda. Depois disso você receberá um SMS com um código.

Segunda etapa: Preencha as informações necessárias sobre o seu MEI

Após a conclusão do procedimento de cadastro, você deverá inserir todas as demais informações para a criação do seu MEI. Agora é o momento de criar um nome fantasia, isto é, o nome que sua empresa terá comercialmente, e deverá também informar quais atividades sua empresa exercerá.

Lembrando que é possível inserir até 16 atividades, sendo uma principal e 15 secundárias. Além disso, você também vai informar o endereço onde pretende atuar, bem como todas as demais informações que forem pedidas.

Terceira etapa: Emissão do CCMEI

Depois de criar seu MEI, você deverá emitir o CCMEI (Certificado de Condição de Microempreendedor Individual). Ele serve para comprovar que você atua na condição de MEI com CNPJ ativo e registrado na Junta Comercial.

Quarta etapa: Cumprir com as obrigações do MEI

Por fim, a última etapa você deverá cumprir enquanto seu MEI estiver aberto. Você deverá cumprir as obrigações necessárias para estar em dia com o governo. As obrigações do MEI são:
Emitir nota fiscal;
Pagar DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) mensalmente;
Prestar a declaração do Imposto de Renda do seu MEI anualmente;
Prestar as contas do seu funcionário, caso possua.

Assim sendo, você viu que existem várias etapas a serem seguidas por quem deseja se tornar um MEI. Esta modalidade possui diversas vantagens, como direitos previdenciários, declaração simplificada, baixos custos e facilidade para criar seu CNPJ. O MEI foi criado para facilitar a vida dos empreendedores e tirá-los da informalidade. Se você pretende trilhar por este caminho, siga todas as instruções acima e, depois de criá-lo, cumpra com todas as obrigações.

Deixe o Seu Comentário

você pode gostar também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais